Sargento Pereira Júnior marca presença em manifestação dos vigias noturnos

pereiramanifesto

O vereador Sargento Pereira Júnior (PSL) participou da manifestação dos vigias lotados na Secretaria Municipal de Educação, que aconteceu na manhã de sexta-feira (30/08), em frente ao prédio da secretaria.

O vereador disse que um dos objetivos do protesto é garantir o cumprimento da lei de periculosidade. “É necessário reaver a lei para que a Prefeitura pague este adicional de trinta por cento, que é direito desde dezembro de 2012”.

Sargento Pereira Júnior entrou com um projeto de lei na Câmara Municipal para a execução da lei de periculosidade no município. “Esta matéria foi aprovada por unanimidade pelos vereadores, mas ainda não está em sendo executada. Também gostaria que a Prefeitura fizesse uma parceria com a Casa, e reveja para que ninguém seja transferido da Secretaria da Educação”.

Para o vigia João da Silva, o funcionário que passou no concurso para ser vigia na educação deve continuar na mesma secretaria. “No edital estava escrito que fomos contratados para a Secretaria da Educação. Trabalhamos com situações de risco. Sei de casos que o alarme da empresa que presta serviço disparou várias vezes, e a firma não apareceu para ver o que estava acontecendo”, afirmou.

O vigia acrescenta ainda que os vigias desejam um adicional de periculosidade. “Existe uma lei que garante este adicional e queremos que entre em vigor. Esperamos que o Prefeito Antonio Gomide respeite o funcionário que está lotado na Secretaria de Educação e continue em sua função”, pontuou.

A Secretaria Municipal de Educação, Virginia Melo afirmou que houve distorção de informações. “Não vamos mudar ninguém de secretaria, apenas aqueles que desejam a transferência. Contratamos a empresa de guarda noturno há dois anos, mas não vamos retirar nenhum concursado das escolas. Entendemos que fazemos um pagamento duplicado, pois pagamos os vigias noturnos e a empresa de segurança, mas não contrataremos mais ninguém”, assegurou.

Leave a Reply

Your email address will not be published.